Governo lança ‘Diques da Produção’. Bequimão é um dos 35 municípios beneficiados

Foto 1 Handson Chagas_lançamento do programa disques de produçãoO Governo do Estado lançou o programa ‘Diques da Produção’ para atender antigo anseio da população da Baixada Maranhense, que sofre, historicamente, com a entrada de água salgada pelos talvegues naturais (igarapés) nas áreas mais baixas da região. Em solenidade realizada nesta terça-feira (12), no Palácio dos Leões, o governador Flávio Dino fez o anúncio do investimento de R$ 15 milhões, nesta primeira etapa, que beneficiará 35 municípios da região.

Os ‘Diques da Produção’ têm o objetivo de garantir a contenção de água doce e o combate da salinização dos campos naturais inundáveis e implantar grandes canais que permitirão armazenar água para desenvolver projetos nas áreas da piscicultura, agricultura, pecuária, e, ainda, fazer recargas de água subterrâneas e melhorias do clima da Baixada Maranhense.

O governador Flávio Dino ressaltou que a iniciativa parte de uma visão muito clara acerca de como transformar a realidade do Maranhão. “Só há desenvolvimento quando é para todos. Se é para poucos, pode haver crescimento econômico. Mas não há desenvolvimento. Porque desenvolvimento exige a implicação da tática da dimensão do incremento da riqueza com a justa distribuição dos produtos do progresso. Essa é a grandiosidade que nós procuramos imprimir no nosso Governo”, destacou.Foto6_NaelReis_Secap120716 - Diques de Produção

De acordo com Flávio Dino, o programa ‘Diques da Produção’ é mais uma das lendas existentes no Maranhão que foram enfrentadas pelo Governo para beneficiar a Baixada Maranhense, importante região do Estado. Ele explicou, ainda, que, apesar da grave crise econômica que assola o Brasil, o Maranhão tem trabalhado de forma progressiva e criativa para continuar no caminho do desenvolvimento.

“Nós vamos progressivamente implantando o complexo de Diques da Produção. Ou seja, nós estamos fatiando o problema. Em vez de buscar disputar, nesse momento de crise econômica, uma suposta obra grandiosa, que custaria algumas centenas de milhões de reais, nós estamos enfrentando o mesmo problema em partes. E vamos fazê-lo de modo participativo, com a ajuda da população da Baixada”, explicou.

O vereador Elanderson (PCdoB) participou do lançamento do programa e elogiou a iniciativa do governador Flávio Dino. “O Diques de Produção é um programa de extrema importância para a região e especialmente para Bequimão, pois preserva o meio ambiente e cria oportunidade para que as pessoas produzam e se beneficiem com as riquezas de nossos campos”, afirmou.

O programa será acompanhado diretamente pelo Comitê ‘Diques da Produção’, formado por representantes da Casa Civil, Secretarias de Estado da Agricultura Familiar (SAF); Agricultura, Pecuária e Pesca (Sagrima); Desenvolvimento Social (Sedes); e Meio Ambiente e Recursos Naturais (Sema), todas trabalhando de forma conjunta para a plena preservação e desenvolvimento das áreas.

O secretário-chefe da Casa Civil e presidente do Comitê, Marcelo Tavares, enfatizou que essa é mais uma ação do Governo em benefício da Baixada Maranhense, que já conta com investimentos nas áreas da educação, com reconstrução de escolas e construção dos Iemas; da saúde, com a inauguração do Hospital Dr. Jackson Lago, em Pinheiro; além da infraestrutura, com o início do tão sonhado trecho de Central a Bequimão.

Apoio à produção

Os secretários da Sedes, Neto Evangelista, e da SAF, Adelmo Soares, fizeram apresentação dos benefícios que os Diques da Produção terão para a população da região. Prefeitos, líderes políticos e produtores estiveram presentes no lançamento do programa.

O secretário explicou que o programa trabalhará na construção de duas modalidades: barragens – que poderão ser usadas para irrigação e para impedir a entrada de água salgada nos igarapés, e, com isso, proteger os mananciais de água doce das regiões e outros ecossistemas; e canais – que além da função de armazenamento de água, poderá ser utilizado como hidrovia interligando as pequenas propriedades.

Em sua apresentação, Adelmo Soares apontou as potencialidades econômicas da implantação dos Diques da Produção que beneficiarão pescadores, agricultores familiares, indígenas quilombolas e extrativistas.

O Programa Diques da Produção contemplará intervenções nos municípios de: Alcântara, Anajatuba, Apicum-Açu, Arari, Bacuri, Bacurituba, Bela Vista do Maranhão, Bequimão, Cajari, Cajapió, Cedral, Central do Maranhão, Conceição do Lago-Açu, Cururupu, Guimarães, Igarapé do Meio, Matinha, Mirinzal, Monção, Olinda Nova do Maranhão, Palmeirândia, Pedro do Rosário, Penalva, Peri Mirim, Pinheiro, Porto Rico do Maranhão, Presidente Sarney, Santa Helena, Santa Rita, São Bento, São João Batista, São Vicente Ferrer, Serrano do Maranhão, Viana e Vitória do Mearim.

Anúncios

Um Maranhão com mobilidade

Por Flávio Dino

Governo lançou o projeto 'Travessia' para cadeirantes da região metropolitana. Foto: Karlos Geromy/SecomA oferta de transporte público e vias de acesso para a locomoção ao trabalho e lazer é um dos direitos básicos do cidadão. Nos grandes centros urbanos, esse tornou-se um direito condicionante de acesso a outros, como saúde e educação. Por isso, essa tem sido uma área prioritária para o Governo de Todos Nós, com investimentos em estradas e vias urbanas, além de inovações como o Expresso Metropolitano e o Travessia.

Desde o nosso primeiro ano de gestão, o Expresso Metropolitano funciona atendendo todos os municípios da Grande Ilha – Paço do Lumiar, Raposa, São José do Ribamar e São Luís. São 35 ônibus garantindo a viagem de 12 mil pessoas por dia. Os veículos são climatizados, com cadeiras estofadas, capacidade para até 70 passageiros, elevadores com plataforma para garantir acessibilidade e GPS para que o usuário acompanhe por aplicativo de celular o deslocamento do veículo até a parada. Tudo para que quem passe o dia trabalhando tenha condições de voltar para o seu lar com dignidade. Uma medida do sucesso desse serviço é que ele tem a aprovação de 92% dos usuários na Grande Ilha. Em maio, lancei o Expresso Metropolitano também na Região Tocantina. O serviço está interligando Imperatriz aos municípios de Senador La Rocque e João Lisboa, atendendo 3 mil passageiros por dia com o mesmo padrão de qualidade da Grande Ilha.

Outro serviço de transporte importante é o ferry boat, por onde passam 1,7 milhão de pessoas e 300 mil veículos. Por isso, estamos investindo constantemente em melhorias nos terminais de Cujupe e Ponta da Espera. Agora em julho, vamos entregar mais uma etapa de reformas na Ponta da Espera, com investimento de quase R$ 1 milhão para criação de área de vivência equipada com lanchonete, banheiros e fraldário, acesso seguro para pessoas com mobilidade reduzida e wi-fi. Também foram realizadas melhorias nas instalações de segurança, com pórtico e box para a Polícia Militar, câmeras e sistema de combate a incêndio. O próximo passo será remodelar o Terminal do Cujupe, com construção de novas passarelas. E teremos a licitação de novas empresas operadoras, visando a um serviço melhor nos próximos anos.

Alem de todos esses esforços para garantir o transporte de qualidade para milhões de maranhenses, acreditamos que devemos tratar com especial atenção os que mais precisam: justamente as pessoas com maior dificuldade de deslocamento. Foi o que fizemos com o Travessia – Transporte Especial Gratuito para a Pessoa com Deficiência, Usuária de Cadeira de Rodas. Esse programa oferece transporte gratuito, com capacidade para atender, por mês, até mil cadeirantes da Região Metropolitana de São Luís, das 8h às 20h, inclusive feriados. As pessoas têm o transporte na porta de casa, gratuitamente, para se deslocarem em casos de saúde, educação, trabalho e lazer. Este ano também vamos implantar o serviço em Imperatriz.

São mudanças que se ligam com as que estamos fazendo em hospitais e escolas, ampliando e melhorando a oferta de serviços públicos. A propósito, ontem foi um dia feliz, com a entrega de mais 10 escolas totalmente reformadas e qualificadas. Essas políticas são fruto do nosso compromisso em melhorar a vida dos maranhenses, investindo os recursos públicos em serviços diretos ao cidadão. Esse é o caminho maranhense para enfrentamento da crise, caminho este que hoje é reconhecido nacionalmente, graças a Deus. Avante.

Advogado, 48 anos, Governador do Maranhão. Foi presidente da Embratur, deputado federal e juiz federal.

PCdoB realiza Diálogos por Bequimão em Pontal neste sábado

fotoO PCdoB do município de Bequimão realiza, neste sábado (9), mais uma edição do “Diálogos por Bequimão”, no povoado Pontal.

A atividade terá a participação do pré-candidato a prefeito Elanderson (PCdoB) e começará às 14h30. Também participarão do “Diálogos por Bequimão” pré-candidatos a vereadores e lideranças comunitárias locais.

A partir dos Diálogos, o PCdoB está elaborando junto com a população propostas a serem incluídas em plano de governo para o município a ser apresentado na campanha eleitoral deste ano.

Carreta da Hanseníase realiza atendimentos em Bequimão

imageA Carreta da Hanseníase realizou dezenas de atendimentos com distribuição de medicamentos aos bequimãoenses, esta semana.

Entre os serviços da carreta oferecidos pelo governo do Estado estão mamografias, exames preventivos de câncer do colo do útero.

“Mais uma ação do governo Flávio Dino que beneficia a saúde em Bequimão”, afirmou o vereador Elanderson (PCdoB).

Elanderson realiza diálogos na comunidade de Santana

13590319_1211938608817153_3945059395109627930_nO vereador e pré-candidato a prefeito, Elanderson Pereira (PCdoB), deu continuidade à série de diálogos pelas comunidades do município junto com pré-candidatos a vereadores do partido conversando com a população para colher propostas e sugestões para plano de governo a ser apresentado na campanha eleitoral.

Santana foi o segundo povoado a receber a caravana do PCdoB. Durante a reunião, a população teve a oportunidade de discutir melhorias para o povoado. O vereador e pré-candidato à Prefeitura de Bequimão afirmou que a reunião foi muito proveitosa. “Esse dialogo que começamos a ter com essas comunidades são muito importantes porque nos dá à oportunidade de conhecermos ainda melhor as necessidades de cada povoado e assim realizar o nosso plano de campanha”, disse Elanderson.

O povoado Santana tem sofrido com o descaso público na gestão do prefeito Zé Martins (PMDB). Santana foi beneficiado com a perfuração de um poço artesiano, mas a água disponível para os moradores é inapropriada para o consumo humano.

Os moradores também reclamaram o fechamento da escola que funcionava no povoado pela prefeitura, o que dificulta a integração entre família e escola.
“A comunidade contribuiu ainda com várias sugestões que serão integradas para nosso plano de governo. Agradeço a todos os moradores que participaram e deram sua importante contribuição”, afirmou Elanderson.

Também participaram dos diálogos os pré candidatos a vereadores Nornis e Ivanete Freitas Lima,além de outras lideranças como Francisco Santos e Zé Mário.

Investimentos em políticas sociais

Do Jornal O Imparcial

DSC_8373ROBSON PAZ*

Nas últimas décadas, prevaleceu em São Luís e no Maranhão a cultura de que governante “bom” é aquele que constrói obras suntuosas – viadutos, pontes, estádios, hospitais… Um equívoco, pois no mais das vezes estas “grandes obras” passam ao largo das reais necessidades da população.

Casos de desperdício e mesmo de desvio de recursos públicos com projetos monumentais e ditos redentores pululam no país. Um modelo de gestão socialmente fracassado.

Dos gestores esperam-se práticas inovadoras, que elevem os interesses coletivos e a qualidade de vida nas cidades. Investimentos corretos em educação, saúde, segurança, infraestrutura, que resultem em melhores indicadores sociais e promovam desenvolvimento.

Soluções simples, mas de resultados impactantes.

Um olhar mais atento sobre nossa São Luís verá uma série de bons exemplos executados pelo governo do Estado.

Iniciativas com foco na inclusão social, como o projeto Travessia, o programa Bolsa Escola (Mais Bolsa Família). O primeiro garante cidadania e dignidade às pessoas com deficiência, que tem acesso a transporte gratuito com conforto e segurança.

O segundo oportuniza a milhares de alunos direito à compra de material escolar e ainda incrementa a economia da cidade ao investir recursos no mercado local.

O Pacto pela Paz, que assegura remuneração extra aos policiais militares e civis por arma apreendida. Mais que reconhecimento ao trabalho de policiais, se traduz em redução dos índices de violência. Os conselhos comunitários de segurança promovem integração entre poder público e sociedade na luta contra a violência.

A democratização das escolas com eleições diretas para gestores. Medida que aproxima a escola com seus diretores e professores dos pais e alunos em busca de educação com mais qualidade. A reconstrução de escolas, que por décadas foram abandonadas. O programa Cidadão do Mundo, que leva estudantes de escolas públicas para fazer intercâmbio em outros países.

O transporte a preço justo com conforto e segurança para a população. Aquilo que parecia utópico tornou-se realidade com a criação do Expresso Metropolitano, hoje, um dos serviços públicos mais bem avaliados em nossa cidade.

A garantia de mobilidade urbana também com projetos criativos, como as vias Interbairros, intervenções na rotatória do aeroporto e na Forquilha, o Mais Asfalto em parceria com a Prefeitura de São Luís.

A garantia de alimentação nutritiva, saudável e a preço simbólico, com a entrega de novos restaurantes populares e inclusão de jantar nas unidades antes existentes. Os Sisteminhas, que garantem assistência técnica e apoio financeiro a pequenos produtores da zona rural.

O apoio às famílias com a criação do Centro de Referência em Neurodesenvolvimento, Assistência e Reabilitação de Crianças (Ninar), hoje, referência nacional.

Trata-se de um conjunto de políticas públicas importantes, que demonstram a preocupação com o ser humano. Em melhorar verdadeiramente a vida das pessoas que mais precisam, sem, contudo, descuidar dos grandes investimentos. Não mais como mera política de pão e circo, mas com o olhar voltado para o desenvolvimento, com distribuição de renda e oportunidade para todos.

*Radialista, jornalista. Subsecretário de Comunicação Social e Assuntos Políticos