Ponte do Rio Pericumã integrará dez municípios maranhenses

Em fase de licitação, a Ponte do Rio Pericumã, que ligará os municípios de Central do Maranhão e Bequimão, na Baixada Maranhense, terá obras iniciadas ainda neste semestre. A nova conexão – de cerca de 600 metros – foi priorizada pelo Governo do Maranhão por ser estratégica ao deslocamento da população de dez municípios dos arredores. Localizada na MA-211, a ponte reduzirá em até 125 km o percurso dos moradores da região.

“Uma obra estimada em R$ 76 milhões e que nós queremos entregar até o final da gestão do governador Flávio Dino, representa uma redução de percurso e favorece o estímulo ao turismo e a melhor comunicação entre o litoral norte e a capital”, ressaltou o secretário de Estado da Infraestrutura, Clayton Noleto.

De acordo com o secretário adjunto de Obras Rodoviárias da Secretaria de Estado de Infraestrutura (Sinfra), Samuel Gonçalves, a ponte terá estrutura mista, composta de concreto e aço, com vigas metálicas. A escolha do material foi feita a partir de estudos técnicos e levantamento do tipo de solo, por exemplo. A profundidade de 25 metros do Rio Pericumã também levou a equipe projetista a optar pela estrutura mista. Além de mais ágil e prática, a composição mista permite uma execução mais limpa da obra, sendo mais sustentável.

Para Gonçalves, a ponte servirá como ligação não somente entre os municípios onde se instala, mas irá além, favorecendo a conexão entre a capital maranhense e a capital paraense e fortalecendo o comércio interestadual. “Muito mais do que os municípios, temos nessa ponte a possibilidade de ligação de São Luís com Belém do Pará. Ela tem uma abrangência muito grande no contexto do transporte naquela região. É uma aspiração antiga de toda aquela costa superior do Maranhão para interligação com a capital”, explicou o secretário adjunto de Obras Rodoviárias da Sinfra.

A construção da ponte permitirá, ainda, maior escoamento da produção e melhor abastecimento de regiões vizinhas. Samuel lembra que o acesso a mais equipamentos sociais também será catalisado a partir da nova ligação viária, que garantirá, ainda, melhor fluxo de transporte de pessoas e cargas.

“Facilita todo o contexto de abastecimento de gás, de alimentação e toda a logística. Além disso, claro, do ponto de vista social, permite maior acesso a hospitais, por exemplo. É uma ligação que reduz as distâncias, facilita a movimentação e dá comodidade à população”, disse Samuel Gonçalves.

Além de encurtar outros caminhos da Baixada, a ponte sobre o Rio Pericumã diminui em 32 km o trecho até a MA-106, que leva ao Cujupe. Assim, moradores dos municípios de Bequimão, Central do Maranhão, Mirinzal, Guimarães, Cedral, Cururupu, Porto Rico, Serrano do Maranhão, Bacuri e Apicum-Açu terão o trajeto até à capital estreitado.

Ônibus Lilás leva serviços às trabalhadoras rurais e quilombolas

Mulheres da comunidade quilombola Pericumã

Mulheres da comunidade quilombola Pericumã

A Unidade Móvel “Ônibus Lilás” do governo do Estado levou serviços públicos aos povoados Pericumã e Conceição, no município de Bequimão, nesta terça e quarta-feira.

Fruto de demanda da Marcha das Margaridas, a ação faz parte do programa “Mulher: Viver sem Violência”. Os veículos, chamados de “Ônibus Lilás” são especialmente adaptados para levar os serviços especializados da Rede de Atendimento às Mulheres em Situação de Violência no campo, floresta e águas.

No povoado Conceição, mulheres recebem atendimento

No povoado Conceição, mulheres recebem atendimento

Os serviços incluem prevenção, assistência, apuração, investigação e enquadramento legal. As unidades, também, têm função educativa, com a promoção de palestras e esclarecimentos sobre as Leis Maria da Penha e do Feminicídio e sua aplicação.

Famílias participaram da ação promovida pelo governo Flávio Dino

Famílias participaram da ação promovida pelo governo Flávio Dino

Com ampla participação popular, as mulheres trabalhadoras rurais de Bequimão conheceram os programas de governo para as quilombolas, além da importância de enfrentar a violência contra as mulheres. As quilombolas pediram cursos de capacitação  voltados desenvolver mais produtos a partir do babaçu.

Jacioca recebe Caravana “Mais Esporte e Lazer” do Governo do Estado

607501513b4745a52aa157c6132b5cb5Nem a chuva forte que caiu na manhã do último domingo (10) foi capaz de ofuscar a grande festa realizada no povoado Jacioca, no município de Bequimão, pela Caravana Mais Esporte e Lazer do Governo do Estado. Mais de 2 mil pessoas participaram do evento que ofertou cerca de 15 modalidades diferentes de esportes para todas as comunidades do entorno.e92651177fa37731627e85d959946046

Entre os esportes oferecidos destacam-se: futebol, voleibol, tênis de mesa, dama, dominó, jogo de botão entre outros. Com premiação para os participantes. Muitas autoridades estiveram presentes, como o secretário de Estado de Esporte e Lazer, Marcio Jardim, que destacou a forma como é feito a seleção de cada município a ser contemplado com a caravana. “Leva-se em conta a relação dos municípios com a política de esporte quando existe efetivamente ou inexiste. Outro critério é levar espaços a comunidades, com ações do Governo do Estado voltadas para o esporte e lazer e também promover inclusão social de jovens através do esporte como está previsto na constituição” disse.

ed3c976b09799736e4fa5251d997d47eBequimão foi contemplado na oitava edição da caravana. Cidades como: Açailândia, Axixá, Parnarama, São Francisco do Brejão, Paço do Lumiar e São Luís já foram beneficiados.

O vereador Elanderson Pereira (PCdoB) fala com entusiasmo do evento que aconteceu pela primeira vez no seu povoado. “Me sinto muito satisfeito com essa ação do Governo do Estado, com uma estrutura muito boa a disposição da população para que todos possam aproveitar se divertirem e fomentar a prática do esporte na região”, disse o vereador.cc4320113b9973f16f9456e5291cc42a

Estiveram ainda presentes no evento o deputado estadual, Zé Inácio (PT), o Subsecretário de Estado da Comunicação Social e Assuntos Políticos, Robson Paz, o secretário de Indústria e Comércio de Bequimão, Ademar Costa, e outras lideranças locais.

Descaso público deixa população de Bequimão revoltada

imagens celular 535

Essa foto e comentários postados nas redes sociais, (Facebook) por uma estudante do povoado Pontal, na última semana, mostram claramente a insatisfação da população daquela região com o descaso público do prefeito Zé Martins (PMDB) na aplicabilidade dos recursos públicos destinados à infraestrutura da cidade de Bequimão, litoral ocidental maranhense.

A estudante Yanne Pereira Melo usa a sua página na internet para desabafar contra Zé Martins e Pedro Acará (PV), prefeito e vice, respectivamente, pela atual situação de intrafegabilidade em que está a barragem que serve de acesso a região de Pontal, (uma das regiões mais importantes deste município).

“Vejam a situação de uma barragem que liga o povoado de Marinho com Geniparana. Um percurso por onde passa todos os dias o vice prefeito da cidade de Bequimão, que sabe do problema e nada faz para resolver. Hoje pela manhã um carro ficou quase fora da estrada. Bando de políticos irresponsáveis e vagabundos”, disse. A jovem ainda faz questionamentos sobre, o que fazem com tanto dinheiro.

O povoado de Pontal é o principal reduto eleitoral de Pedro Acará (vice prefeito) e da sua esposa, a Vereadora Fracinete Pereira Costa (PV), que apesar da influência política na atual gestão, perecem não se incomodarem com o descaso.

A barragem do João Pinheiro como é, popularmente conhecida, faz parte de um conjunto de obras inacabadas pela gestão de Zé Martins como: Ginásio poliesportivo, em frente à casa do prefeito; quadra coberta em Pontal, Estiva, Paricatiua e Quindiua; escolas de 4 salas no povoado Monte Alegre; academia de saúde no Bairro de Fátima (não funciona); escola do bairro Ferro de Engomar (falta o muro) e ainda a conclusão do posto de saúde de Macajubal.

O prefeito Zé Martins já foi réu por ato de improbidade administrativa ambiental, por descumprir o prazo dado pela Justiça ao destino adequado aos resíduos sólidos. A matéria sobre o episodio foi publicada no dia 16 de junho do ano passado, no Portal G1 MA, e ganhou grande repercussão no estado. Uma ação a mais, contra atos de irresponsabilidades públicas não seria novidade para o prefeito.

Investigado por desvios, cunhado de Roseana tinhas tentáculos na imprensa

Relatório da PF publicado no Blog do Marrapá aponta que a organização criminosa comandada pelo ex-secretário de Saúde do Maranhão Ricardo Murad (PMDB), cunhado da ex-governadora Roseana Sarney, tinha ramificações na imprensa maranhense; “Ricardo se mostra como um articulador que tem trânsito em todos os poderes e instâncias administrativas; pauta os discursos de sua filha Andrea Murad na Assembleia; tenta manipular a opinião pública e desestabilizar o atual governo por meio dos blogs de Gilberto Leda, Marco d’Eça, Luís Cardoso, Zeca Soares, Luís Pablo e do Jornal O Estado do Maranhão”, diz o documento

images-cms-image-000468913Maranhão 247 – O relatório da Polícia Federal sobre Operação Sermão aos Peixes aponta que a organização criminosa comandada pelo ex-secretário Ricardo Murad (PMDB), cunhado da ex-governadora Roseana Sarney, também tinha ramificações na imprensa maranhense. No documento, os investigadores detalham como a quadrilha acusada de saquear R$ 1,2 bilhão da pasta tentava manipular a opinião pública por meio de jornais, blogs e discursos na Assembleia Legislativa do Maranhão.

“Ricardo se mostra como um articulador que tem trânsito em todos os poderes e instâncias administrativas; pauta os discursos de sua filha Andrea Murad na Assembleia; tenta manipular a opinião pública e desestabilizar o atual governo por meio dos blogs de Gilberto Leda, Marco d’Eça, Luís Cardoso, Zeca Soares, Luís Pablo e do Jornal O Estado do Maranhão”, diz o relatório, que aponta Murad como “grande mentor de uma organização criminosa que tem por finalidade não só desviar verbas públicas, mas estabelecer uma estrutura de poder e de domínio político”.

De acordo com a Controladoria Geral da União (CGU), a Secretaria de Saúde enviava recursos para a ICN e a Bem Viver, entidades responsáveis por gerir hospitais e unidades de saúde. Uma parte do dinheiro, no entanto, era destinada a empresas que existiam somente no papel, instituições de fachada. Em outras palavras, a terceirização de serviços na Saúde, sob o comando de Murad, tinha como finalidade a fuga dos controles da lei de licitação, facilitando o desvio de verba pública.

Segundo as investigações, um grupo de empresas beneficiadas com dinheiro público supostamente desviados da Saúde basteceu 61 campanhas eleitorais no Maranhão. A esposa de Murad e a filha do casal, a deputada Andrea Murad, também foram beneficiados, apontou a PF. A Justiça Federal apreendeu o passaporte do ex-secretário de Saúde do Maranhão Ricardo Murad (PMDB). A pedido da Polícia Federal, o juiz federal Roberto Veloso também proibiu o cunhado da ex-governadora Roseana Sarney de deixar a capital do estado, São Luís. O peemedebista nega as acusações.

Um trecho do documento afirma que o cunhado de Roseana “mobilizou uma estrutura com o fim de impugnar a licitação da Secretaria de Saúde. Utilizou-se de uma ação popular movida pela Assembleia, encabeçada por sua filha Andrea Murad; usou sua influência para tentar impugnar a licitação também pelo Tribunal de Contas do Estado e, por meio de um mandado de segurança movido por uma das concorrentes da licitação, a IDAC – Instituto de Desenvolvimento e Apoio à Cidadania, no qual o proprietário Antônio Augusto Silva Aragão tem estreitas relações com o investigado. Tentou manipular a opinião pública por meio de informações publicadas na imprensa e nos principais blogs”.

Veja o relatório, cuja cópia foi publicada no Blog do Marrapá:

Relatório da Polícia Federal descreve como a quadrilha comandada por Murad atuava na imprensa.