Obras por todo o Maranhão

Por Flávio Dino

13567500_586317994862311_9071059500908362556_nA construção civil é um setor de enorme importância econômica e social no Maranhão, por movimentar centenas de empresas e milhares de empregos. Essa é uma das razões pelas quais tenho me dedicado tão intensamente a um alto número de obras sendo iniciadas, concluídas e inauguradas, apesar da escassez financeira vigente no país.

São centenas de obras em ruas, estradas, hospitais, escolas e praças. Com essas intervenções, cidadãos de todas as regiões já passaram a ter acesso a mais benefícios, para melhorar as suas vidas. Para dimensionar essas mudanças, basta pensar nas pessoas com acesso facilitado às suas casas e estas com menos poeira, ou lembrar-se dos alunos mais motivados em escolas reformadas. E muitos outros benefícios: novas unidades do VIVA para acesso a direitos civis e sociais; hospitais regionais de alta complexidade; poços e sistemas de água; praças para lazer e qualidade de vida nas cidades.

Em nossa Ilha, a título de exemplo, cito dois grandes sonhos da população, que estamos agora concretizando. As intervenções na região do Parque Vitória e na Forquilha são obras de verdade, com drenagem, feitas para durar. Já fizemos na Ilha cerca de 150 quilômetros de asfalto, abrangendo bairros populosos como os da área Itaqui-Bacanga, Coroadinho e Cidade Operária, em parceria com a prefeitura. Sempre sublinho que o Programa Mais Asfalto é um jeito de ajudar os municípios na execução de uma tarefa que a eles compete, cabendo ao Governo do Estado um papel complementar. Cumprindo essa função, o Mais Asfalto já chegou a 130 cidades, e até o fim do nosso mandato estará nos 217 municípios.

No tocante às estradas, temos mais de 1.000 quilômetros executados no nosso governo, aí computando obras concluídas, obras em andamento e recuperações de pavimentação. Como exemplo, convido a todos para acompanharem a revolução que estamos fazendo no Sudeste do Maranhão, com obras ligando municípios como São Francisco, Barão de Grajaú, São João dos Patos, Passagem Franca, Buriti Bravo, Lagoa do Mato, indo até o povoado Baú, já em Caxias.

Na área da saúde, temos dezenas de construções e reformas. Desse conjunto, menciono o Hospital da Criança, em convênio com a prefeitura de São Luís, e o novo Hospital dos Servidores do Estado, duas obras grandiosas que estão em execução na Avenida dos Franceses e atrás do Hospital Carlos Macieira.

Também investimos em espaços de lazer e convivência comunitária, pois isso ajuda a ter pessoas mais saudáveis e felizes. Me alegro muito quando vejo a revolução urbana que a praça da cidade de Matões causou, ou visito a Praça da Lagoa repleta de crianças brincando ao ar livre. Várias cidades serão beneficiadas com novos equipamentos urbanos, a exemplo da nova Beira-Rio de Imperatriz, presente para a região tocantina que vamos começar a executar agora em julho.

E tudo isso que aqui destaquei é uma pequena parte do enorme acervo de obras que temos hoje, sob a coordenação da minha valente e determinada equipe. Quem ler esse artigo, talvez se pergunte por que essas coisas boas não aparecem em algumas televisões. Ou por que alguns insistem em somente derramar amargura, em críticas rancorosas, vendo até “bois tristes” onde só houve festa. Trata-se de ótimas perguntas, bem ilustrativas sobre a demarcação entre os vários campos políticos no Maranhão, em torno da contradição essencial: de um lado, os que querem e constroem mudanças; do outro lado, os que lamentam a perda de privilégios pessoais, ou que se dizem “desiludidos” com nosso governo porque eu não aceito a formação de novos coronéis e castas. Afinal, fui eleito para defender os interesses dos indefesos, dos esquecidos, dos invisíveis. Assim tem sido, e assim será.

Advogado, 48 anos, Governador do Maranhão. Foi presidente da Embratur, deputado federal e juiz federal.

Anúncios

Lentidão nas obras de hospital de Pinheiro…

Paciente acidentado próximo a Cururupu teve de buscar tratamento ortopédico em São Luis, mas governo promete entregar Hospital de Alta Complexidade de Pinheiro até março de 2014

Do Maranhão da gente

Na noite do último sábado (28), após sofrer um acidente de moto, próximo a cidade de Guimarães, o paciente Antônio Lázaro Louzeiro precisou percorrer mais de 58km em busca de uma cirurgia ortopédica. Até chegar ao município onde recebeu os primeiros socorros ele foi transportado na carroceria de um automóvel, pois a ambulância disponível para este tipo de transporte já tinha seguido com outro paciente para um destino comum de quem reside no interior e precisa de atendimento de média e alta complexidade : o Socorrão II.

Na região, onde ele sofreu o acidente, o programa “Saúde é Vida”, anunciado pelo governo do Estado como a garantia de um atendimento mais eficaz a população do estado, prevê a construção de um Hospital de Alta Complexidade em Pinheiro.

Em 2012, a governadora Roseana Sarney e o Secretario de Saúde Ricardo Murad, reuniram a imprensa no Centro de Convenções Pedro Neiva de Santana para anunciar a construção de hospitais de alta complexidade nas cidades de Pinheiro, Imperatriz, Caxias e Santa Inês, com capacidade para 100 leitos.

Durante o evento foi assegurado que estes hospitais seriam inaugurados no prazo de 18 meses, após um investimento de R$ 71.533.440,86 (setenta e um milhões quinhentos e trinta e três mil quatrocentos e quarenta reais e oitenta e seis centavos).

Embora a construção esteja dentro do prazo de execução, as obras estão em ritmo lento e a concorrência da licitação da obra foi anulada em novembro do ano passado, conforme consta publicação do processo Nº 18.605/2012 do Diário Oficial.

O diretor da Santa Casa de Misericórdia de Cururupu, Edilson Medeiros, explicou a reportagem do Maranhão Da Gente, que sem condições de ofertar melhor atendimento ao paciente não houve alternativa senão a transferência imediata e com os recursos disponíveis e esclareceu também que a responsabilidade da transferência do paciente é da administração municipal.

“O ideal seria a transferência para um hospital mais próximo e em condições adequadas. Se pronto, o hospital de Pinheiro seria a solução. Aqui na Santa Casa o paciente recebeu o atendimento que foi possível, mas o ortopedista verificou a necessidade de transferência, responsabilidade que já cabe à prefeitura”, explicou o diretor.

Por telefone, a Secretaria de Saúde de Cururupu reconheceu não ter sido adequada a transferência do paciente em um carro oficial, mas ressaltou que isso ocorreu porque a ambulância do município já estava ocupada transportando outros pacientes para a capital. A Secretaria de Saúde disse ainda que tomou todas as providências para salvaguardar a vida do paciente, fretando um táxi-aéreo para garantir a transferência de forma mais confortável para São Luís.

Veja o vídeo que mostra a transferência do paciente:

Prefeito inaugura obras e mantém salários de servidores em dia

A atuação do prefeito Antônio Diniz (PDT) marca um novo momento na administração do município de Bequimão. Ao contrário dos antecessores, ele deixa a prefeitura hoje com a folha de pagamento em dia – recebeu do antecessor com sete meses de salários dos servidores em atraso. Os fornecedores do município também foram pagos.

Ficou no passado a condenável prática de prefeitos, que, ao perderem as eleições, de imediato atrasavam salários, demitiam servidores e suspendiam o transporte escolar.

Antônio Diniz deixa outra marca importante. Mesmo após a derrota em outubro manteve o ritmo de obras e concluiu a pavimentação de ruas e avenidas; a construção da feira da cidade; do matadouro municipal; da Unidade Básica de Saúde, no povoado Jacioca, todas inauguradas nos dois últimos dias de seu mandato, além da implantação de dois sistemas de abastecimento d’água nos povoados de Pontal e Rio Grande e as reformas de escolas nos povoados Santa Flor e Pericumã.

É uma postura digna de parabéns, principalmente quando se observa no estado prefeitos que abandonaram seus municípios após o revés eleitoral. Muitos deles deixaram de pagar servidores e fornecedores. Até mesmo em São Luís, a capital do Maranhão, o atual prefeito deixou de pagar o funcionalismo municipal numa demonstração de total irresponsabilidade fiscal.

Que o prefeito eleito Zé Martins (PMDB) espelhe-se no exemplo do atual prefeito e corresponda a confiança nele depositada pela maioria do eleitorado de Bequimão. É o que deseja a equipe de Blog Bequimão Agora, que continuará firme na sua linha de fiscalização, divulgação e cobrança das ações do poder público para o desenvolvimento do município.

OBRAS ABANDONADAS SÃO ATRAÇÕES EM BEQUIMÃO

Do Blog do Aldir Dantas

O pobre município de Bequimão, infelizmente está jogado à própria sorte, principalmente no que se refere a problemática da segurança. O secretário de segurança Aluisio Mendes, através de sofismas e engodos tenta maquiar a realidade do falido Sistema de Segurança Pública. Se realmente os aproximadamente 400 policiais com mais de 30 anos de serviços decidirem se aposentar integralmente, de acordo com uma lei sancionada pelo então presidente José Sarney e nunca revogada, o problema tende a piorar. Apesar do prefeito Antonio Diniz, ser delegado de carreira, nunca se interessou pela conclusão do prédio onde irá funcionar a delegacia de policia de Bequimão, chegando a declarar que a obra é do governo estadual e como este tem se mostrado desinteressado, não era ele que deveria fazer cobrança ao secretário Aluisio Mendes.

O prédio abandonado já tomado pelo mato, atualmente serve como refúgio para bandidos e consumidores de drogas. O pequeno município está entregue ao descaso e tem crescido a violência, principalmente por falta de políticas públicas de geração de emprego e renda, educação precária e a saúde está bastante debilitada e internada na UTI. Para que se tenha uma mostra da inoperância do executivo municipal, o mercado público funciona em plena via pública com ameaças graves a saúde da população, e já deveria ter sido interditada se realmente tivéssemos uma vigilância sanitária menos omissa. A construção de um mercado em local digno chegou a ser iniciada, mas logo abandonada pelo dirigente municipal. As desigualdades sociais em Bequimão não são mais acentuadas devido a existência do programa bolsa família.

Leia também

PONTE DO BALANDRO: MORADORES INTERDITAM MA EM PROTESTO; VEJA IMAGENS DA OBRA ABANDONADA PELO GOVERNO ROSEANA

ROSEANA PAGA POR OBRA INABACABA EM BEQUIMÃO

COMPROVADA OUTRA MENTIRA DO GOVERNO ROSEANA SARNEY

FALTAM 10 DIAS PARA O FIM DE OUTUBRO E A INAUGURAÇÃO DO HOSPITAL?

Vereador mostra vídeo em que alerta abandono de obras

Do Blog do Fredson

O vídeo mostra trecho de discurso feito pelo vereador Fredson (PDT) na audiência pública realizada pela Frente Parlamentar em Defesa da Baixada, no município de Pinheiro, no dia 8 de julho deste ano. Ele falou sobre as obras do governo do Estado e federal que estão paralisadas, entre estas a ponte do Balandro. Veja:

Neto Evangelista visita o Município de Bequimão

Do site do dep. Neto Evangelista

Neto Evangelista discursa em Congresso do PPS Bequimão

Na manhã deste ultimo domingo (23) o Deputado Neto Evangelista participou da convenção do PPS, realizado no povoado Jacioca, a convite do Secretário do PPS de Bequimão, Robson Paz.

Participaram do Evento: Deputado Neto Evangelista; Prefeito de Bequimão, Antônio Diniz; Vice-prefeito de Bequimão, César Cantanhede; Secretário PPS Bequimão, Robson Paz; Vereador Fredson; Representante do PT, Magal; Ex-prefeito e Pres do PcdoB de Bequimão, Luís Bernal; Pres PPS de Bequimão, Elanderson; Representante do PTC, Totó; Além de outras lideranças e da comunidade local.

O Deputado Estadual e Secretário Geral do PSDB, Deputado Neto Evangelista, além de parabenizar o PPS Bequimão por sua organização, enfatizou que o PSDB e PPS estão juntos na árdua tarefa de fazer oposição ao Governo do Estado.

Neto Evangelista explicou a função do Deputado Estadual para os presentes e citou um de seus Projetos de Lei para exemplificar os efeitos práticos para a população da atuação de um parlamentar.

Congresso Municipal do PPS teve grande participação popular

Referindo-se ao Município de Bequimão, Neto mencionou suas ações em prol da população, como sua reivindicação ao Secretário das Cidades, Pedro Fernandes, para a construção da Ponte do Balandro; as indicações feitas pelo deputado no relatório do Plano Plurianual para a drenagem dos campos da área rural; a ampliação do Programa Luz para Todos; a construção do Cais da Comunidade de Santana; e a implantação da Escola Agrícola.

Já o secretário do PPS de Bequimão, Sr. Robson Paz, lembrou do papel determinante do partido na vitória da atual gestão do executivo municipal e ainda na eleição de 02 (dois) vereadores.

Para Robson Paz, a convenção é o momento de reunião e debates para fortalecimento do partido. Durante seu pronunciamento, o Secretário citou diversas reivindicações da população para com o Prefeito Antônio Diniz, como a melhoria da estrada entre os povoados do Jacioca e Vila do Meio, melhoria da iluminação pública nos povoados, entre outras. Por fim, Robson Paz afirmou que o partido apoia o prefeito, mas tem críticas da atual gestão.

Durante o Evento também foram feitas denúncias de obras inacabadas do Governo estadual e federal em Bequimão, como: o Hospital Municipal, a Agência da Previdência Social, a Ponte do Balandro e a Delegacia de Polícia. Terminada a Convenção, o Deputado Neto Evangelista, juntamente com uma comitiva local, visitou as obras.

Veja abaixo imagens do Evento e das obras inacabadas.

Deputado viu o abandono da ponte do Balandro pelo governo do Estado

Delegacia do município parou na fase de acabamento

Agência da Previdência Social, obra do governo federal também paralisada

Comitiva visitou obras do hospital em Bequimão

Vereador diz que Bequimão é ‘canteiro de obras paralisadas’

Do Blog do Fredson

Em julho passado tive a oportunidade de participar de audiência pública realizada pela Frente Parlamentar em Defesa da Baixada, no município de Pinheiro. Abordei em minha fala as obras paralisadas em nosso município. Infelizmente são várias. Citei a ponte do Balandro, a Delegacia e prédio da PM, de responsabilidade do governo do Estado, e a agência do INSS, do governo federal.

Sobre o abandono da obra da ponte informei aos deputados e à população, que participavam da audiência, o quanto isto prejudica os povoados daquela região. São milhares de pessoas enfrentando o transtorno de ter o deslocamento à sede de Bequimão aumentado em muitos quilômetros.

Vi com felicidade na semana passada o assunto ser destaque na Assembleia Legislativa, por meio do jovem e competente deputado estadual Neto Evangelista (PSDB). E com muita tristeza constatar que embora metade do valor total da obra tenha sido pago nada tenha sido feito e nenhum sinal de que a empresa responsável vá retomar a obra.

Cabe a nós mostrar indignação com tanto descaso ao nosso povo e cobrar das autoridades competentes a efetiva recuperação da ponte.