Ponte do Rio Pericumã integrará dez municípios maranhenses

Em fase de licitação, a Ponte do Rio Pericumã, que ligará os municípios de Central do Maranhão e Bequimão, na Baixada Maranhense, terá obras iniciadas ainda neste semestre. A nova conexão – de cerca de 600 metros – foi priorizada pelo Governo do Maranhão por ser estratégica ao deslocamento da população de dez municípios dos arredores. Localizada na MA-211, a ponte reduzirá em até 125 km o percurso dos moradores da região.

“Uma obra estimada em R$ 76 milhões e que nós queremos entregar até o final da gestão do governador Flávio Dino, representa uma redução de percurso e favorece o estímulo ao turismo e a melhor comunicação entre o litoral norte e a capital”, ressaltou o secretário de Estado da Infraestrutura, Clayton Noleto.

De acordo com o secretário adjunto de Obras Rodoviárias da Secretaria de Estado de Infraestrutura (Sinfra), Samuel Gonçalves, a ponte terá estrutura mista, composta de concreto e aço, com vigas metálicas. A escolha do material foi feita a partir de estudos técnicos e levantamento do tipo de solo, por exemplo. A profundidade de 25 metros do Rio Pericumã também levou a equipe projetista a optar pela estrutura mista. Além de mais ágil e prática, a composição mista permite uma execução mais limpa da obra, sendo mais sustentável.

Para Gonçalves, a ponte servirá como ligação não somente entre os municípios onde se instala, mas irá além, favorecendo a conexão entre a capital maranhense e a capital paraense e fortalecendo o comércio interestadual. “Muito mais do que os municípios, temos nessa ponte a possibilidade de ligação de São Luís com Belém do Pará. Ela tem uma abrangência muito grande no contexto do transporte naquela região. É uma aspiração antiga de toda aquela costa superior do Maranhão para interligação com a capital”, explicou o secretário adjunto de Obras Rodoviárias da Sinfra.

A construção da ponte permitirá, ainda, maior escoamento da produção e melhor abastecimento de regiões vizinhas. Samuel lembra que o acesso a mais equipamentos sociais também será catalisado a partir da nova ligação viária, que garantirá, ainda, melhor fluxo de transporte de pessoas e cargas.

“Facilita todo o contexto de abastecimento de gás, de alimentação e toda a logística. Além disso, claro, do ponto de vista social, permite maior acesso a hospitais, por exemplo. É uma ligação que reduz as distâncias, facilita a movimentação e dá comodidade à população”, disse Samuel Gonçalves.

Além de encurtar outros caminhos da Baixada, a ponte sobre o Rio Pericumã diminui em 32 km o trecho até a MA-106, que leva ao Cujupe. Assim, moradores dos municípios de Bequimão, Central do Maranhão, Mirinzal, Guimarães, Cedral, Cururupu, Porto Rico, Serrano do Maranhão, Bacuri e Apicum-Açu terão o trajeto até à capital estreitado.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s