Mais de 15 mil pessoas vão às ruas pedir mudança no Maranhão

Com informações dos blogues do John Cutrim, Garrone, Marrapá e Jorge Vieira

foto-111Mais de 15 mil pessoas voltaram a ocupar neste sábado as ruas do centro histórico de São Luís (MA) para protestar contra a corrupção, a PEC 37 e a falta de investimentos na saúde, educação e segurança. A manifestação batizada de Acorda Maranhão teve concentração na Praça Maria Aragão, no centro da cidade, de onde partiu às 15 horas para o Palácio dos Leões, sede do governo do estado, exibindo cartazes e gritando palavras de ordem em sua maioria contra a família Sarney.

– Sarney, ladrão, devolve o Maranhão !

Nem mesmo a forte chuva e o grande aparato policial dispersou o movimento que foi impedido de se aproximar do Palácio dos Leões.

Após deixarem a Praça Pedro II os manifestantes, que também exigiram da administração municipal investimentos na mobilidade urbana e melhorias nos serviços de transporte, se dirigiram e interditaram a Ponte José Sarney, que liga o centro histórico à área moderna da cidade, onde rebatizaram a ponte como Ponte da Juventude.oligarquia

– Aqui no Maranhão, tudo tem o nome Sarney. Hospital, escola, prédios públicos. Estamos agora retomando para o povo o que é do povo – disse a estudante Suely Costa, 22 anos.

O deputado maranhense Lourival Mendes (PT do B), autor da PEC 37, também foi alvo de protestos.

– Ele não nos representa, e só nos envergonha – disse o estudante Carlos Alberto Guimarães.

– Um, dois, três, quatro cinco mil, ou para a PEC, ou paramos o Brasil – gritavam os manifestantes.

Vozes das ruas

Com gritos de “Sarney ladrão devolve o Maranhão”, “Fora Roseana”, “Fora Sarney” e “ei Sarney, vai tomar no c…” os manifestantes, de forma pacífica, seguiram o roteiro Praça Maria Aragão, contornaram a Praça Gonçalves Dias, pegaram a Avenida Beira-Mar, subiram a Rua do Egito e se dirigiram até o Palácio dos Leões.

Ao longo de todo o percurso as palavras de ordem foram contra corrupção e principalmente contra a oligarquia Sarney, que há quase cinco décadas comanda o estado e o levou aos piores indicadores sociais. O Maranhão ainda ocupa vergonhosamente o status de um dos estados mais pobres e miseráveis de nação. O coro mais cantado pela massa de estudantes e trabalhadores foi “Sarney ladrão devolve o Maranhão”.

Operação de guerra

foto-1-manifesto1Pelo menos uma centena de policiais, entre civis e militares, estavam envolvidos na operação de guerra montada para defender as dependências do Sistema Mirante de Comunicação.

Embora em nenhum momento o movimento “Acorda, Maranhão” tenha cogitado protestar na frente da emissora – que passou a semana chamando os manifestantes de vândalos -, pelo menos 100 policiais com armamento pesado, 10 viaturas, um ônibus, o helicóptero do Grupo Tático Aéreo e a tropa de choque da Polícia Militar foram destacados para guardar o patrimônio da governadora Roseana Sarney – dona da TV Mirante.

Além de todo o equipamento de segurança pública à disposição, a Mirante também contratou 10 seguranças particulares que foram distribuídos ao redor do prédio da emissora.

foto-92foto-83foto-33foto-25-933x1024

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s