Arrogância e despreparo

Por José Reinaldo Tavares

Roseana ser completamente despreparada para governar o Maranhão não é novidade. Ela é desinformada e nem tem interesse em se informar. Não sabe nada sobre indicadores sociais nem econômicos do estado, muito menos a realidade do estado, nem tem programa de governo ou de ações para enfrentar a terrível decadência que o estado enfrenta. Como poderia ter planos se não conhece, nem quer conhecer a realidade?

Quando se vê apertada por alguém, com qualquer questionamento por mais legítimo que seja, ela parte para a intimidação e para a desqualificação do questionador, visando intimidá-lo. Age com arrogância como se não devesse explicações a ninguém. Se cerca de gente que por esperteza abaixa a cabeça. E pensa que a sua mídia mete medo a qualquer um.

Quando está nervosa e pressionada por pesquisas ruins, como é o caso, então, ela se torna agressiva e destrambelhada. Acho que o termo certo é esse mesmo.

Não é isso o que está acontecendo?

Está tendo atitudes mesquinhas e raivosas em quase todas as viagens dos “itinerantes”.

Em Chapadinha quando soube que a Câmara de Vereadores iria votar uma proposição concedendo o título de cidadão para Flávio Dino tentou intimidar os vereadores para que negassem a honraria a Flávio Dino. O que leva uma governadora se rebaixar tanto? Só a raiva e a impotência. Entretanto, hoje comanda um governo sem credibilidade e, crença geral, deve ser o último da oligarquia. Já não tem o mesmo poder.

No dia seguinte em outro município quando soube que Flávio estaria lá no sábado, chamou a prefeita e a obrigou a antecipar a comemoração do Dia das Mães do domingo, como teria que ser, para sábado na mesma hora da reunião de Flávio tentando esvaziar a reunião do odiado adversário político.

Não adiantou nada, mas deu maior relevância a Flávio e virou o assunto mais comentado da cidade. Arrogância ou desespero?

Os dois!

Mas, o ponto máximo de coisas vexaminosas aconteceu esse final de semana em Edson Lobão. E se passou com um jovem, revoltado, com razão, por se sentir lesado ao ver que se nada mudar sofrerá um tremendo prejuízo em suas oportunidades no futuro, pois quer estudar e o governo lhe sabota. Um rapaz assim não se intimida facilmente, nada deve a Roseana, e sem medo e mantendo o respeito fez Roseana conhecer melhor a grande farsa que é o seu governo, principalmente na área da educação.

Vejam o diálogo entre o aluno e a governadora, transcrito da gravação feita no local: “ A governadora Roseana Sarney passou pelo maior vexame durante a passagem do governo itinerante por Governador Edison Lobão. Confrontada sobre a qualidade de ensino por um aluno da escola pública, Roseana se viu encurralada.

– Se as escolas não têm qualidade, você tem que cobrar isso dos professores – respondeu a governadora, se esquivando da responsabilidade.

Esperto, o estudante retrucou:

– Eu estou falando é de infraestrutura da sala de aula, escola com estrutura adequada.

Sem reação, ela tenta desviar do assunto:

– Ei, ei, ei, olha aqui. Eu quero saber qual foi sua nota do Enem.

Nisso o estudante desmascara Roseana mais uma vez e acusa a situação do ensino público oferecido pela rede estadual:

– Eu ainda não fiz o Enem, tô sem aula, e tô correndo risco de não fazer o Enem porque não tem professor na sala de aula.”

Diante da repercussão nacional ela deu uma nota, sem pé nem cabeça, e tenta atribuir o incidente ao tempo de disputa eleitoral, como se um questionamento legítimo pudesse ser confundido com disputa eleitoral. Se não fosse tão arrogante e despreparada poderia ter contornado a situação mandando tomar providencias urgentes. Mas a raiva não deixa. Na verdade ela é que está antecipando a campanha eleitoral.

É até engraçado o pavor que tem da candidatura do Flávio Dino ao governo do estado e querem impedir- ela e seus amigos- que ele venha nos seus finais de semana, quando visita o interior. É muito medo. Inventam umas coisas sem descabidas querendo causar embaraços a ele. Ele está fazendo tudo direito, não comete qualquer desliza ético e usa seus finais de semana como lhe aprouver. Quem abandonou tudo de vez é a governadora Roseana Sarney que em busca de um difícil mandato no senado largou tudo, não procura nem esconder as aparências, e não vai mais ao escritório de despachos do Palácio do Governo.

Acredito que está sendo muito penoso para ela viajar, sem parar, pelo interior e ver que as coisas mudaram. Ela não sente mais que as pessoas ainda se comovem com a sua presença. Na sua perplexidade ela não sente a solidariedade e o calor humano que já desfrutou.

As viagens seguidas a estão deixando frustrada pela falta de resultados. Aí apela para inaugurar tudo que vê pela frente e se especializou em entregar tratores do governo federal, inaugura agencias do INSS e entrega sementes selecionadas para pequenos agricultores fora do período em que podiam plantar e como são cobertas por fertilizantes nem para comer servem, pois se envenenariam com elas.

Chegou até a subir em uma colhedeira de soja de um produtor rural para tentar passar a imagem que tem alguma coisa com aquilo.

A última imagem que tirou em cima de um trator foi na montagem midiática da refinaria Premium da Petrobras, o maior factoide eleitoreiro já produzido no Maranhão.

O truque não empolga mais.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s