O Significado do Natal?

Por Tomaz de Aquino

Hoje, o natal significa comércio e consumismo. Ele serve aos marqueteiros, à ganancia, futilidade e até a demonstração de força e poder entre os chamados poderosos, com sua distribuição de brindes. O papai Noel, seu ícone principal, é ambíguo, pois ao mesmo tempo em que supostamente da presente a algumas crianças, deixa de lado as mais necessitadas. Esse Natal serve ao capitalismo, valoriza troca de presentes e mesas fartas, além de muita euforia, que na maioria das vezes não é decorrente do seu real significado.

O que significa de verdade o Natal?

Significa o nascimento de Jesus, que Deus virou gente e habitou entre nós.

Este foi o evento de maior importância, demonstrado pelos astros, quando estrelas sinalizaram onde nasceria o salvador, assim como por anjos, que vibrando cantaram em um grande coral celestial por causa do seu nascimento.

Reis se importaram tanto com sua chegada que se deslocaram de suas terras a fim de adorar aquele menino Deus, enquanto outra autoridade governamental, Herodes, preocupou-se tanto com sua chegada, pois entendia que ameaçava seu reinado, que ordenou a matança de todos os meninos de sua idade com a intenção de matá-lo.

Natal significa que nasceu o homem-Deus cujo modelo de vida deve ser imitado, e que a face de Deus pode ser vista na terra, deixando claro aos homens como Ele é.

Portanto, celebrar o natal é estender o amor de Deus aos seres humanos. É festejar o encontro com Deus.

Comemorar o Natal é vivenciar a possibilidade de viver em paz em meio a tanta dor e conflito, é afirmar que é possível ter um relacionamento com Deus Pai, através de Jesus, que afirmou ter vindo “não para destruir a vida dos homens, mas para salvá-los”.

Temos muitas razões para nos alegrar no natal. Vamos comer juntos, por que não trocar lembrancinhas? Tudo isso, como símbolo do maior presente que recebemos a vida de Deus em nós. No entanto, é tempo de dar a nossa vida a quem nos deu a sua.

Neste natal, vamos unir gratidão, fé, alegria, amor, para reverenciar, não o menino Jesus, mas Jesus, o Cristo de Deus, aquele que foi feito Senhor e Cristo, o Deus que se fez gente como nós para que sejamos gente como ele foi.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s