A utilização eleitoreira do seguro defeso no Maranhão

“Tem muita gente que não sabe a diferença de uma tainha para um galinha e recebe o seguro defeso no interior do Maranhão”

Do Blog do Controle Social

Deputado federal Cléber Verde (PRB)

Deputado federal Cléber Verde (PRB)

Se você, caro leitor, tiver o cuidado de analisar o resultado das últimas eleições, sobretudo para o cargo de vereador, vai verificar que em cada um dos municípios maranhenses foi eleito um candidato envolvido com a colônia de pescadores.

É um tal de fulano da colônia, sicrano da colônia, beltrano da colônia, e por aí vai. Isto nada mais é que pura manipulação eleitoreira de um direito adquirido do pescador. Com o seguro defeso, o Governo Federal garante o salário do pescador durante o período em ele ficar parado aguardando a piracema (período de reprodução dos peixes).

No entanto, o grande esquema de manipulações é bem pior que isso, pois se sabe que muita gente que não sabe a diferença de uma tainha para um galinha recebe o seguro-defeso no interior do Maranhão. Com a conivência, claro, dos presidentes de colônias de pescadores que se utilizam dos seus cargos para se eleger e extorquir os pescadores.

Nesta semana, veio à tona um escândalo envolvendo o deputado federal Cléber Verde (PRB). Segundo foi amplamente noticiado na imprensa, Verde estaria se utilizando do comando da Secretaria de Pesca do Estado para fins nada republicanos. Será?

Informar é preciso

Uma das formas mais degradantes de manipulação das pessoas é quando se presta uma informação falsa com o intuito de ludibriá-las para fins eleitoreiros. E quando esta manipulação é feita diretamente por autoridades municipais, tais como prefeitos e vereadores, a situação fica ainda pior.

Todo o mundo sabe que os governantes não investem na educação para poder enganar o povo com mais facilidade. As pessoas sem instrução, normalmente não conhecem os seus direitos e, por isso, são mais facilmente manipuladas.

Pois bem, em um município da Região do Munim, o prefeito fez várias reuniões com os pescadores associados à Colônia e disse aos presentes que se eles não votassem em dois candidatos seus, um a Deputado Federal e o outro a Deputado Estadual, o seguro defeso ou seguro-desemprego do pescador, seria cortado.

Para esclarecer, o Bog do Controle Social presta algumas informações aos pescadores e a todos os seus leitores:

1)O Seguro defeso (ou seguro-desemprego do pescador) é pago pelo Governo Federal durante o período de restrição da pesca, que é a PIRACEMA;

2)O período de defeso é fixado pelo Ibama para proteger as espécies. Neste período, fica proibido pescar de barco, com tarrafas e redes e também há restrição para a quantidade e o tamanho dos peixes;

3)Não é nenhum deputado, estadual ou federal, que paga o seguro defeso e sim o governo federal.

4)Se qualquer candidato a deputado, federal ou estadual, não se elegeu o seguro defeso não vai acabar; pois ele é um direito garantido pela Constituição.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s